Home Bio Notícias

  •   Email
Pernambuco vai ganhar shopping virtual


Fonte: JC - Online
Data: 12/07/1998

por HELIANE ROSENTHAL

Está cada vez mais difícil escapar das teias da Internet. No próximo dia 15, entra no ar o mais novo shopping virtual da rede. Agora, é o Grupo Elógica que coloca em operação o primeiro serviço desse tipo em Pernambuco, em uma parceria com o Bradesco. No shopping on-line, os lojistas poderão colocar à disposição dos consumidores quantos produtos achar necessário com informação sobre preços. Aqueles que quiserem deixar a página ainda mais movimentada, poderá utilizar recursos da multimídia.

De acordo com o diretor da Elógica, Clóvis Lacerda, neste início o shopping oferecerá produtos da própria empresa, além do CD-Rom "Criando sua home-page", elaborado pela Mundi. Mas, sua capacidade permite inclusão de até 300 lojas. Para sua implantação, a Elógica investiu R$ 300 mil, com a expectativa de retorno do investimento para um ano e meio.

Até o final de 98, o provedor espera já ter realizado entre 50 e 100 contratos. Lacerda garante que já está em negociação com cinco grandes empresas de varejo para viabilizar as suas participações no shopping. Para o empresário que quiser investir nesse novo canal de vendas, a Elógica montou um pacote com 10 lojas padrão. Seguindo esse modelo, o lojista vai precisar investir R$ 300,00 por mês. Mas os outros preços, inclusive daqueles que necessitarem de atualização mensal da página, serão analisados caso a caso.

SEGURANÇA - A parceria com o Bradesco vai permitir que à medida que o internauta solicitar um pedido e for comprar com um cartão de crédito do banco, a autorização à administradora é feita na mesma hora através de um sistema on-line. O diretor da Elógica garante que as informações cadastrais do consumidor serão guardadas a sete chaves, através de uma "carteira eletrônica" onde o acesso só se dará com uso de senha e onde as mensagens serão criptografadas.

O diretor da Elógica explica que atualmente atende a 13 mil usuários da Internet, de um universo de 25 mil internautas existentes em Pernambuco. Desse montante, 10% já realizaram alguma compra através da rede.

Além desses clientes que já conhecem o serviço, Lacerda acredita que os seus potenciais consumidores pode chegar a 20% dos usuários, pois como as empresas são locais, existe uma maior confiabilidade na entrega da mercadoria. Para ele, esse é um novo mercado que se abre para o varejo, e que vai depender da criatividade e das estratégias de marketing utilizadas para se tornar um sucesso.

  

Projeto AltasOndas                                                                              Washington D.C., 2005