Home Bio Notícias

  •   Email
Belarmino, pioneiro


Fonte: JC - Online
Data: 16/12/1995

Muito admiro o pioneirismo dos empreendedores, daqueles que situam seus sonhos além dos horizontes cotidianos. Trabalhando com taxas de sucesso, pondo de lado o negativismo dos que se preocupam apenas com fracassos, todo empreendedor se utiliza de três ferramentas indispensáveis: a comunicação explícita, o comportamento pessoal e o uso continuado de avaliações e recompensas. Acrescentando-se entusiasmo, otimismo e persistência, eis os ingredientes de uma inquietude própria dos que buscam alcançar patamares superiores, sempre com a objetividade própria dos que sabem onde querem aportar.

Semana passada visitei as instalações do CEI - Centro Empresarial de Informática, nos territórios olindenses. E conversei muito com Belarmino Alcoforado, um empreendedor obstinado desde 1983, quando da criação do Corisco, um computador gerado a partir de um acordo verbal dele com o Departamento de Física da Universidade Federal de Pernambuco. Seu entusiasmo energiza qualquer descrente, sua simplicidade, a simplicidade dos verdadeiros pioneiros, é retrato fiel dos que desejam ver chegar o progresso para todos. Lamenta ele apenas, na conjuntura brasileira atual, a persistência de um culto ao pessimismo, ampliado pela inexistência de capital suficiente para projetos nordestinos pioneiros.

Algumas frases de Belarmino são por demais conhecidas dos seus funcionários de primeiro escalão, entre os quais se encontra o Clóvis Lacerda, um dos responsáveis pelo ingresso do grupo, a partir de dezembro, na área internética. Ei-las, para incentivo aos aprendizes de empreendedor:

1. Barco afundado, bem equipado - "Nossa atividade fim, como empresa, é provermos a melhor atividade meio para que nossos clientes se dediquem à sua atividade fim. Para isso temos que ter a melhor tecnologia, pagando o ônus dos riscos"

2. Afundar atirando - "A pior postura para um grupo é a de não lutar e gastar suas melhores energias em conjecturas. O afundar atirando significa nunca desistir e achar que a saída sempre existe, sendo, na pior das hipóteses, a dolorosa e instrutiva experiência da derrota."

3. A velocidade de uma caravana é a do camelo mais lento - "Todo cuidado é pouco para não se montar neste camelo. É importante ressaltar que a velocidade, atualmente, é uma variável global, sem o controle de ninguém sobre ela."

4. Cuidado com o assaltante - "Perseguido por um assaltante, se ficar olhando para calcular a distância que separa você dele, terá toda chance de ser efetivamente assaltado."

Saí da conversa com o Belarmino, no CEI, com uma sadia inveja da sua tenacidade. O Centro Empresarial de Informática, área construída de 2800 metros quadrados, possui uma subestação de 13.200 volts 220 KVA, 18 salas para instalação de empresas afins, auditório com 81 lugares, duas salas de treinamento com 10 Pentiums cada uma e um galpão industrial. Utilizando quatro pares de fibra ótica com 5,3 km de extensão para conexão à Telpe, possui ainda uma central telefônica ligada à Telpe em sistema DDR, através de troncos digitais. Um esforço que merece respeito e admiração dos pernambucanos.

Belarmino Alcoforado, um empreendedor de muita obstinação, um novo Delmiro Gouveia, num Nordeste tão ainda carente de ousadia empresarial, apesar dos inúmeros filhos talentosos que tem. Tudo apenas uma simples questão cultural, sem qualquer sombra de dúvidas.

  

Projeto AltasOndas                                                                              Washington D.C., 2005