Home Bio Notícias

  •   Email
Perda na cultura brasileira: Mário Souto Maior


 
  • Brasil perde um de seus maiores folcloristas
     
  • Programa do Jô: assista à entrevista com Mário Souto Maior (se você não tem o Media Player instalado, clique aqui)
     
  • Leia uma crônica do grande folclorista
     
  • Visite o site do escritor


    por Clovis Lacerda*

    Hoje, 25 de Novembro de 2001, Pernambuco e o Brasil perdem um de seus maiores folcloristas e escritores do último século. Tive a honra de conhecê-lo pessoalmente na finalização do seu livro 'Um menino chamado Gilberto Freire', primeiro de outros livros que enalteceram as obras de conhecidas personalidades pernambucanas.

    Em um mundo cada vez mais globalizado, Mário Souto sempre soube, como ninguém, destacar e identificar as peculiaridades do povo brasileiro, sobretudo as do nordestino. A forma como ele tão singularmente ilustrou a cultura nordestina é sua marca registrada. Sua simplicidade, coerência e amor às suas raízes foram sua fonte inspiradora e alicerces para refletirem, no papel, a alma ingênua do seu povo.

    Minha admiração vai também para seu filho, Jan Souto Maior, que tanto se dedica a divulgar e a catalogar sua obra, que sempre será eterna. Coisa rara nos dias de hoje, vermos tamanha dedicação de um filho para com a obra de seu pai, mas não se podia esperar nada diferente de um pai exemplar que Mário sempre foi.

    Reúna-se, caro Mário, com seus colegas Gilberto Freyre, Joaquim Nabuco, e façam com que pessoas simples, como nós, possam sempre ter orgulho do nosso passado, e com ele, que nós possamos construir um futuro digno de pessoas como você.

    Darei-me à liberdade de parafrasear o hino de Pernambuco, clamando: 'Mário, imortal, imortal!'

    * Clovis Lacerda é presidente da Inter.net do Brasil.


     
  •  

      

    Projeto AltasOndas                                                                              Washington D.C., 2005